MAIS PÁGINAS BALEIAS!

quinta-feira, 20 de setembro de 2012

MI BUENOS AIRES QUERIDO! O Mundo Baleias em Terra Portenha – Encantamento Coral por essa Cidade Sensacional. Por Matheus Tonello, o 1º Baleias de Cascavel.

Caro Universo Baleias.

Há aqueles que não podem imaginar o mundo sem pássaros;
Há aqueles que não podem imaginar o mundo sem água;
Ao que me refere, sou incapaz de imaginar um mundo sem corridas*.
(Jorge Luis Borges - * do original livros)

Correr uma meia maratona na Argentina era um desejo antigo dos amigos Baleias Chico e Luiz. Comprei a ideia de imediato, pois sempre tive uma vontade imensa de conhecer a capital portenha. 

Não fizemos um comboio Baleias, como seria de costume; alguns aproveitaram as milhas para viajar e outros optaram por voos partindo de Puerto Iguazú, pois como moramos perto da Argentina, foi uma opção mais barata.

Os Baleias foram chegando ao longo da quinta-feira, com Chico e Dani chegando mais cedo, eu, Carol, meus pais e o belo casal Sandro e Angélica no meio da tarde. 
Na primeira noite, Chico, Dani, eu, Carol, Sandro, Angelica e meus pais fomos em Porto Madero para jantar. Jantamos no restaurante La Cabaña e lá deixamos um rim para pagar a conta. Comida muito boa, com carnes de um corte argentino típico e vinhos de excelente qualidade.
Após o jantar voltamos ao hotel, onde esperamos pela chegada de Luiz, Andreia, Luizinho e Dudu por volta da uma da manhã. Descobri nesse momento que Marianne (a Baleia voadora) e seu marido Eduardo já estavam há uma semana curtindo as maravilhas de Buenos Aires; mas estavam em outro hotel.

Já na Sexta-Feira optamos pelo City Tour, em dia nublado num ônibus descoberto – êta Baleias atrapalhadas!
 Chico e Dani
 Carol e Matheus
 Andreia e Dudu
Primeiro passamos pela Casa Rosada, belíssimo cartão postal.
O city tour ainda passou por bairros tradicionais do centro de Buenos Aires até chegar no famoso bairro de Boca, onde fica o tradicional estádio La Bombonera.
Perto de La Bombonera, um lugar pitoresco e autoexplicativo. 
Depois fomos ao Caminito, também no centro, onde encontramos muitos souveniers e vários prédios históricos.
A partir daí acabou o passeio, pois começou a chover e pouco mais se podia ver. Inclusive para pegarmos o ônibus de volta, tivemos que ficar meia hora na chuva. Baleias com medo d’água!
No final da tarde, eu, Deia, Luiz e Dudu fomos a expo da Meia Maratona para retirarmos o kit. Muito legal, muitos produtos (muito caros) e um detalhe legal, havia a possibilidade de colocar o nome na camiseta da prova. Muito bacana.

O sábado foi dia de compras e outros passeios, como cemitério da Recoletta e sua feirinha em frente e acabamos por caminhar bastante, o que derrubou geral a galera no dia da corrida. 
O dia da prova começou as 5:30 da manhã com um café bem animado no hotel, como facilmente se percebe.

Depois seguimos de taxi até o local da largada. Esse é um dos pontos fracos da prova, pois o local de largada é muito distante de tudo e o acesso pra largada/chegada é muito difícil no dia da corrida, tem que ser feito de taxi e saindo muito cedo. A pé, nem pensar!
 
Chegamos lá e antes mesmo de nos aquecermos, já fomos interpelados por um corredor brasileiro de Minas Gerais, que não mais nos largou pois Baleias chamam atenção por onde passam.

A corrida foi bem interessante, passa por lugares turísticos da cidade, como Casa Rosada e Obelisco, corremos por largas avenidas e é uma prova relativamente plana, para os padrões da América do Sul, é um tapete! 

A temperatura agradável facilita recordes pessoais, mas eu pessoalmente não fui bem. Não sei se foram os Bifes de Chorizos, ou o vinho, ou bater perna todos os dias ou porque não treinei suficiente, não sei, mas acabei “quebrando” no Km 16 e finalizei a prova em um tempo acima do esperado.

Mas não importa, o importante foi a confraternização, o carinho mútuo, o Dudu gritando na chegada, os amigos se encontrando e se encontrando enquanto amigos: foi o mais importante.
 Eu e meu pai.
Andreia próxima à chegada.
Depois da corrida, fomos à Feira de San Telmo, onde além de muita quinquilharia tive a oportunidade de fazer uma foto com a pequena-grande Mafalda, que se fosse de carne e osso, com certeza seria uma Baleia de alma!
À noite fomos fazer a despedida  e comer pela última vez nessa viagem o bife de chorizo tipicamente argentino. Nessa despedida estavam Marianne, Eduardo o esposo, Dudu o mito, Luizinho, Luiz, Andreia Deia, Matheus, Carol a esposa, Dani e Chico o marido. 

E foi nesse dia que surgiu o projeto de fazermos tudo, tudo novamente. 

Projeto que está a caminho de se realizar, juntamente com todo o Universo Baleias. 

Porque um Baleia é pouco, dois Baleias ainda é muito pouco, dez Baleias é bom, mas  um Bando Baleias é muito melhor. 

Que venha SANTIAGO 2013!

Abraço a todos. 

Matheus Tonello, de Cascavel, no Paraná!

10 comentários:

Anônimo disse...

Grande festa Baleias! Concordo com a parte de o importante é estar na corrida, celebrar os amigos, conhecer e rever...o tempo, o recorde, tudo isso é acessório...
O Projeto 2013 muito me interessou!
Belo Post, belas fotos!
Felipe de Souto

P.S. Fiquei sabendo que um certo alguém está legislando em causa própria!

claudio dundes disse...

Que saudades dessa Galera, meu Deus!!!

Parabéns pelo relato Matheus!!!! E pelo grande evento/festa que fizeram por lá, imaginei-me lá com vcs.

Grande abraço do Claudio Dundes

claudio dundes disse...

Que saudades dessa Galera, meu Deus!!!

Parabéns pelo relato Matheus!!!! E pelo grande evento/festa que fizeram por lá, imaginei-me lá com vcs.

Grande abraço do Claudio Dundes

Mari Sereia Baleias disse...

Nossa Matheus seu relato ficou arretado de bom! Tô no bando para 2013, sonho em fazer essa corrida, esse não não vai dar por causa das eleições, mas 2013 será uma festa assim espero.

grande abraço.

Toledo disse...

Matheus parabenizo todos amigos de Cascável pela viajem que foi muito bem contada por voce e que venha Santiago 2013!!
Abração a todos.
Toledo.

elis disse...

que relato bacana!
cada trecho divertido!

gostei da frase:
"Porque um Baleia é pouco, dois Baleias ainda é muito pouco, dez Baleias é bom, mas um Bando Baleias é muito melhor."

sim, vamos pintar o Chile de coral!

parabéns ao amigos Baleias que arrasaram na Argentina!
fizeram uma festança linda, de ver e ler:)

parabéns pelo relato, Matheus!
tá muito legal!

beijo no bando mais querido do Universo!!!

a Baleia que a Marayse te mandou é linda demais, Miguel!!!!
Marayse é mesmo um amor!

orgulho dessa nossa turma!

GILMAR FARIAS disse...

Matheus e C&A,
Parabéns pelo relato e pela corrida. Tenho a impressão que Santiago vai ficar pequena com a invasão BALEIAS PARANÁ.
Abração!
Gilmar

Enio - BALEIAS/SP disse...

ANUNCIAÇÃO
Alceu Valença

Na bruma leve das paixões que vêm de dentro
Tu vens chegando pra brincar no meu quintal
No teu cavalo, peito nu, cabelo ao vento
E o sol quarando nossas roupas no varal

TU VENS, TU VENS

EU JÁ ESCUTO OS TEUS SINAIS

A VOZ DE UM ANJO SUSSURROU NO MEU OUVIDO

E EU NÃO DUVIDO, JÁ ESCUTO OS TEUS SINAIS

QUE TU VIRIAS NUMA MANHÃ DE DOMINGO

EU TE ANUNCIO NOS SINOS DAS CATEDRAIS

Salve, salve BALEIAS!!!!
Quando Liza Bogado cantou esta música no jantar de massas em Assunção, pensei comigo, o segundo trecho da música parece um chamado BALEIAS às corridas. Um chamado para reunir o bando para um final de semana de muita festa e descontração.
Parabéns Matheus!!! Assim que li seu belo relato, lembrei de imediato da música. Vocês chegando aos poucos em BsAs e se encontrando ao longo da semana. A corrida e o pós-corrida.
Com é bom ler as experiências vividas por nossos amigos (o que fizeram, por onde andaram...etc), isso alimenta a alma e aumenta o desejo de reencontra-los. Muito bom tudo isso!!!
Mais uma vez, Parabéns Matheus!!! Parabéns BALEIAS - Cascavel/PR!!!
Grande abraço a todos!!!
Nos veremos em breve!!!
Enio - BALEIAS/SP

Dart Araújo disse...

Oi Matheus uma viagem e tanto hem. Independente de tempo parabéns pela corrida e pelo passeio. O bacana de tudo isso é a diversão. E principalmente pelo grupo lindo que estava com você.

Um abraço da BALEIA baiana!

BMW disse...

Bacana, parabéns pela bela corrida. Também quero ver tudo pessoalmente. Maratona chegando, dia 4/10, expectativa a mil e muito vontade de comer estas carnes argentinas.
Michel
BMW Runner