MAIS PÁGINAS BALEIAS!

quarta-feira, 29 de setembro de 2010

BALEIAS NA MARATONA DE FOZ DO IGUAÇU - RECORDE NA GERAÇÃO DE ENERGIA!

 
Caríssimo e estimado Universo Baleias, estamos aqui novamente com mais uma maratona corrida de forma brilhante pela Equipe Baleias.

Cada qual com sua história dividindo com a cidade de Foz do Iguaçu, a Hidrelétrica de Itaipú e o  Parque das Cataratas a alegria de uma prova difícil que pela bondade do clima tornou-se fácil e prazeirosa. Essa foi também a etapa brasileira, a 6ª, do Desafio Sul-Americano proposto pelos Baleias Miguel e Wu.

A extraordinária, simpática e amável organização do Sesc-PR dessa vez se superou com a troca do clima na véspera da maratona de forma a estabelecer um tempo perfeito para se percorrer essa distância com muito prazer. 

O final de semana foi do casal Baleias Valdomiro e Vivi. Ele estreiou no Rio de Janeiro em julho com muita dificuldade e melhorou mais de uma hora em seu tempo final e ela, um orgulho para nossa Equipe, com decisão e garra invejáveis, estreiou na bela distância logo em Foz do Iguaçu .

A festa Baleias iniciou-se na sexta-feira com a partida para Foz do Iguaçu de Miguel Delgado e Wu Arantes junto com Lana Gomes, maratonista amiga Baleias que treina conosco em BH e que iria para os 11,5 e seu simpático esposo Tadeu, que estreiaria nas corridas nos 5 km, o casal de óculos escuros nas poltronas de trás.
Nas poltronas da frente os atletas do Cruzeiro, João Gari que viria a ser o vencedor da prova na janela, Cristiano e Franck Caldeira. Na etapa do voo de SP a Foz eu e Franck ficamos lado a lado. Muito simpático o corredor campeão da Maratona dos Jogos Panamericanos do Rio de Janeiro, com visão clara de seu futuro e de sua carreira.

Valdomiro e Vivi seguiram em voo posterior tendo em vista a decisão tardia de enfrentar a Maratona de Foz do Iguaçu.
Em Foz do Iguaçu fizemos o registro de mais uma previsão Baleias. A foto com o campeão antes do fato ocorrer.Tadeu, o esposo de Lana, abriu mão de sua participação na foto para possibilitar a anotação fotográfica.
Chegando em Foz fizemos contato com Ésio Cursino e aguardamos o desembarque do casal Baleias para o combinado passeio em Puerto Iguaçu - Argentina. Em poucas horas Vivi tinha experimentado seu primeiro passeio de avião e também saía do país a primeira vez. Baleias é isso, corrida, oportunidade e emoção!
Com Ésio Cursino e o casal Lana Gomes entregando os pontos ao final do dia  a turma forte de BH saiu novamente para passear, agora na agitada noite de Foz. No caminho encontramos com o Pernambucano Paulo Gustavo, amigo conhecido na maratona de Punta del Este que entregou a mãe nos braços de Morféu, despediu-se de Henrique e Nice, casal acorjiano que seguia de volta ao hotel e encarou conosco um pouco da noite.
No dia seguinte o tradicional passeio Baleias no Paraguay, passeio que também é tradicional para os amigos  corredores da Prefeitura de Belo Horizonte, já que na Maratona de Foz 2009  também  nos encontramos lá. Essa turma é da elite e muito honra a Sede Mundial Baleias.
Encerrado o passeio no Paraguay o Congresso Técnico da Maratona de Foz do Iguaçú é momento festivo de reencontrar os amigos. Acorja e Baleias se sentem mutuamente felizes nesses encontros. Nesse momento conheci Mônica Myrtes a famosa irmã de Júlio Cordeiro que iniciou nas corridas e nos blogs. Revi a prima Lívia que também corre e, através do blog de Júlio, fiquei sabendo que Cristiane também correu os 5 km, notícia que nos enche de alegria pois não há nada mais prazeiroso do que se imaginar correndo do lado da pessoa amada.
Conhecemos Juliana Job, a mais rápida corredora acorjiana (mais rápida do que os homens também). Ju Job como é conhecida no mundo dos confeitos e das corridas venceu a todos na Comrades 2010 e já está inscrita para 2011. A Equipe Baleias prometeu acompanhá-la em 2012.

A simpática corredora recebeu o título de a acorjiana mais Baleia ou a mais Baleia das acorjiajas tamanha a semelhança no estilo exagerado e barulhento. Para nossa alegria Juliana hospedou-se no mesmo hotel que a gente confidenciando-nos que veio para ele por não poder aguardar até outubro a abertura do parque aquático.

Esclarecemos que Juliana não desaloja do coração Baleias as grande amigas acorjianas Jacque e Marinês Melo. A Equipe somente aumenta as corredoras e os corredores a quem admira, jamais substitui.
Também no Congresso Técnico encontramos com K(C)átia Flávia, uma Rosa de pessoa que comanda a organização da maratona e nos pede os documentos e atestado o tempo todo. Na foto conosco o Baleia Silvio de Londrina com sua simpática esposa Nilza que também é corredora. O casal, além das corridas, gosta também do motociclismo. É o ecletismo Baleias!

E eis que de repente, quando na fila do jantar de massas, vejo nossa estimada amiga Fernanda Paradizo. Logo pensei: o final de semana será muito melhor. A simpática jornalista que não via desde maio na Maratona de Lima continua simpática. O que é muito bom  porque significa que alterações de humor na Contra-Relógio não são a regra
A presença de Fernanda Paradizo na maratona de Foz alterou minha estratégia de corrida porque perdi para Wu na presença da mesma em Lima e não poderia novamente decepcioná-la. Naquele momento fiz um pacto comigo mesmo. Fernanda Paradizo poderia esperar de mim nada menos do que tudo! Wu seria derrotado. Eu carregaria as cores de Fernanda até a linha de chegada. Claro que não disse isso a ela. E se o tudo não desse para ganhar??
Os grandes corredores que têm por afinidade grandes paixões por times que lutam com grande dificuldade registram a felicidade do encontro. Tinil presenteia Paulo Picanha com o manto sagrado mostrando que a Vila é Nova mas nao é mole! 
Um belo jantar de massas.
Ao som de uma bela música. Não fosse a Maratona poderíamos ficar por alí, horas! 

No Congresso Técnico encontramos com Guilherme Maio para nossa surpresa porque ele tinha afirmado que não correria a prova por experiência da meia maratona. Porém não o encontramos na largada e no blog ele informa que desistiu de correr a prova. Vou perguntar se pelo menos ele passeou no Paraguay.
No retorno ao hotel a festa no final do dia da véspera da maratona no quarto Baleias. Juliana Job, nossa vizinha de quarto, experimenta o casaco Baleias de Paulo Picanha e Lana Gomes exibe feliz o sonho de consumo realizado no Paraguay, uma máquina fotográfica Nikon ultra mega high plus com 432x de zoom.

Enquanto recebíamos as visitas fui carregar o meu "Peganinho 405" e deu um curto circuito na tomada deixando o quarto sem luz. Claro; as visitas foram embora. Aguardamos a solução até as 23 horas e nada foi resolvido. Optamos por dormir assim mesmo porque a largada não seria adiada pelo nosso problema. Coloquei o GBS na tomada da geladeira, a única que restou e deitamos. 

Quando já estávamos dormindo o pessoal da manutenção apareceu e nos acordou para arrumar a luz. Identificado o curto-circuito a luz foi restaurada. Agradecemos e apagamos.
O café servido às 4 horas da matina. O tempo tinha virado e todos os institutos de clima afirmavam tempo nublado. O último instituto a mudar somente o fizera às portas da madrugada. Tudo dando muito certo.
Wu acompanhado de Lana faz a foto do antes.
O primeiro ônibus ainda escuro na cidade em foto gentilmente tirada por Aguinaldo da Acrimet.
O segundo ônibus, para percorrer o interior da Usina de Itaipu. A foto é de um corredor da Equipe Os Bodes. Seriam as equipes parentes?
O encontro na largada com os amigos da Acorja e da PBH. Nossa amiga Graça Bernadino em destaque à frente do grupo. Ésio já dava sinais de que não escutara os Baleias e viria com roupa ainda pior. Hideaki se recuperando de uma lesão. Quem mandou machucar?
O simpático Maratonista Camarada resolveu correr com roupa de mergulho. Alguém deu a informação errada, as cataratas ficam ao lado do percurso e não no percurso. Ésio era o próprio renascimento de "Princípe Namor", o precursor de Aquaman. O cara não nos escuta. Perdeu de Vivi, a estreiante.
O reencontro da amizade surgida na Maratona de São Paulo, revivida na Maratona do Rio e celebrada na maratona de Foz do Iguaçu.

Dada a largada seguimos todos para vencer as subidas da Maratona de Foz do Iguaçu, uma prova tão boa que as subidas somente a tornam mais mítica.

Fui seguindo Wu de perto até o km 10 quando o percurso faz uma curva de 180 graus e é possível saber por onde andam os adversários mais próximos. Vu me Wiu e com isso puxou e sumiu. Segui meu ritmo tendo ainda que preocupar com Paulo Picanha e Ênio Akio. Paulo Picanha me ultrapassava aos gritos na descida mas a farra não durou mais do que 10 km. Eu vou emagrecer, ele não quer. Então....

Segui fazendo perto de 6 minutos o quilômetro e com a constatação de que nunca havia me sentido tão bem até aquela parte da corrida. Tal sensação acompanhou-me por todas as partes da prova, até a chegada.

Ênio se aproximou perigosamente quando parei para um xixi. Mas ao contrário de Paulo Picanha ele segurava na descida e eu não. 

Cheguei aos 30 kms com 3 horas e segui firme tentando não deixar cair para além dos 7 minutos. Em alguns momentos tentava não chegar nos 8 minutos. GPS ajuda muito nisso. No km 36 fui ultrapassado por Paulo Gustavo de quem havia ganho em Punta. Uma pena.

Já estava sem esperanças de encontrar Wu quando no km 39 vejo uma camisa laranja lá longe. Penso: se ele apareceu agora é porque estou mais rápido, vou apertar. Um km antes havia sido ultrapassado por um corredor japonês e aproveitei para acompanhá-lo um pouco visando não perder muito ritmo e terreno. Esse corredor foi importantissimo na minha busca por Wu.

Com muito receio de não conseguir alcancei Wu no km 41,5, início da última subida. Cheguei, cumprimentei e falei: vou tentar ganhar de você. Ele esboçou um aperto no ritmo mas desistiu dizendo que poderia se machucar. Eu continuei puxando porque vai que era só para eu relaxar?

Cruzei a linha de chegada com o meu melhor tempo do ano, em minha 8ª maratona e nas subidas de Foz do Iguaçu. Ultrapassar Wu surpreendeu muita gente. Alguns corredores que já desciam de ônibus quando eu ainda subia comentaram depois comigo que eu teria perdido de pouco para Wu. Mas eles não contavam com minha astúcia e perseverança.
E o melhor de tudo é que Wu disse ter feito uma corrida perfeita, sem dores, sem reparos, sem anotações de dificuldades outras que não as normais de uma maratona dura. A ideia de que eu só ganho quando ele perde talvez tenha se dissipado. Para que não me acusem de esconder o jogo informo que retomei a dieta logo na terça-feira, rumo ao sub 90.
Ênio Akio Yuhara, o que há de melhor na Equipe Baleias, chegou logo após Wu.
Valdomiro em desenvolvimento valoroso diminuiu mais de uma hora de seu resultado no Rio de Janeiro, em julho. Esse Baleia tem futuro nas maratonas.

O resultado da Equipe Baleias na 4ª Maratona Internacional de Foz do Iguaçu.
Silvio, nosso simpático Baleia de Londrina, teve que ir embora logo nos primeiros ônibus  da organização porque o retorno para casa com sua motora urgia e rugia.
 
Tinil, como sempre, em espetacular resultado. Não sei se gostou da prova porque ao longo da estrada do aeroporto e no percurso dentro do parque não tinha ninguém para bater a mão, mas em contrapartida a paisagem bonita para se ver era mato.Os três amigos demonstrando o orgulho pelo Manto Coral. A foto serve também para a comparação com o tradicional registro de Wu antes e depois.
E Vivi brilhou ao completar sua primeira maratona. A alegria da equipe é muito grande com a transformação  de mais uma corredora em maratonista. Na foto acima uma fisioterapeuta diz para a outra ao observar os músculos e ligamentos da perna da Vivi: "Nós podemos reconstruí-la".  
Nosso grande amigo Walter Leone da Equipe Amigos do Waldir de Brasília, que assim como Tinil, chegou no sábado e retornou no próprio domingo. Um de Juiz de Fora e o outro de Goiânia, ambos aficcionados com as maratonas.
E o reencontro com Fernanda Paradizo quando anunciei meu resultado e também que não havia mais motivos para decepção, pois o não menos do que tudo havia dado resultado. O insucesso de Lima foi sepultado nos metros finais da maratona, e agora em subida. Pedi a Fernanda para não sumir não porque os Baleias se apegaram muito. 
Com nossa amiga Maria José comemorando nossa vitória sobre Hideaki que faz cara de quem não está entendendo. Ganhamos dele, eu e Maria José!
Nossa amiga Lana Gomes recebe seu troféu por ter emplacado o terceiro lugar na categoria dos 11,5. Grande garota, o futuro na carreira é promissor.
E com  o grande vencedor da maratona João Gari na confirmação da predestinada foto do aeroporto e ainda nossa amiga Regina da Equipe Acrimet.
Reencontrei a simpática família Picanha, Helena, Paulo e Heloisa. Momento de felicidade quando os três disseram ter visitado o blog Baleias. Aproveitei ainda para agradecer a Helena por nos ceder Paulo Picanha nas maratonas pelo mundo. Ela me confidenciou, sob a garantia de somente dizer reservadamente no blog, que a cessões operadas não são tão tranquilas assim.
Localizei o Wu se embriagando por causa da derrota. Disse a ele que a amizade é forte e o gosto da vitória passageiro. Como eu ganhei, tá valendo! 

Aproveitamos para registrar nosso encontro com Tutta do blog Correndo Corridas. Eu o havia visto no Congresso Técnico, porém não tinha lembrança da vasta cabeleira que ostenta e por isso não fiz contato. Na fila do banheiro na largada eu vi o nome impresso no número mas quando falei: opa, você é o Tutta, vagou o banheiro e me ameaçaram com a perda da vaga se continuasse conversando, então ficou para depois. Foi tudo muito rápido porque ele tinha que ir embora para sua cidade, Ubiratan/PR. Tutta é também um artista nas fotos, no blog dele elas poderão ser vistas.
 Como de costume iniciamos os passeios pelas Cataratas pós maratona.
O casal Baleias, a maratona e as Cataratas!! Um belo final de semana.
A alegria estampada no rosto em registro no aconchego do quarto não deixa dúvidas de que os momentos foram inesquecíveis.
Para encerrar no hotel fizemos uma animada roda de conversa sobre a maratona. Lia Campos, de Fortaleza, que correu os 11,5 kms, e seu namorado juntaram-se a nós e  o encontro seguiu animado até o início da noite quando Wu seguiu para o cassino na Argentina em companhia de Lana e Tadeu. Eu fui deitar porque não precisava ir a nenhum cassino pois já tinha o meu four de ases na mão, ganhara de Wu ultrapassando-o no 41,5 km de forma a causar frisson na assistência incrédula. 
O casal símbolo desse final de semana no retorno para casa com o convite para aumentar a representação Baleias em Curitiba onde Miguel e Wu não poderão estar. O casal ficou de responder depois porque as pernas ainda estavam doendo.

Caros amigos e amigas da Equipe Baleias, o final de semana foi sensacional naquilo que era possível. Somente não foi completo em face de uma ausência. Sem essa presença ou com essa ausência, conforme queiram os diretores do lexico, nenhuma maratona jamais será completa.

Buenos Aires está aí, duas semanas de intervalo e a expectativa de baixar dos 90 quilos. Wu me ligou hoje perguntando se já reiniciei a dieta. Senti preocupação da parte dele. Estou muito motivado. O plano de baixar a maratona de quatro horas é para o ano que vem, mas o meu eterno otimismo não me deixa só....

Abraço a todos os amigos e amigas Baleias e todos os amigos e amigas da Equipe Baleias. Agora só falta Buenos Aires, Bogotá, Suriname e Caracas. Tinil não fará Paramaribo para completar o Desafio das 6 Maratonas Brasileiras em Curitiba.

Embora grandes amigos estejam em Fortaleza e outros tantos amigos sigam para Caucaia, depois de refletir muito chegamos à conclusão que não somos invencíveis e por isso não podemos arriscar o Projeto do Desafio Sul-Americano. Não iremos à Maratona do Sol Poente esse ano, mas ela está no calendário para o ano que vem, sem furo. Além do mais o clima em Fortaleza na Equipe Baleias está muito pesado e como a gente fala muito é melhor não ir lá por hora.

Fui.... senão não paro! Miguel Delgado.

20 comentários:

G.M. disse...

Miguel,
Parabéns pelo recorde neste ano, e sucesso no intento da maratona sub-4 horas em 2011.
Excelente e ricamente ilustrado relato, como de costume.
Nem para o Paraguai eu fui.
Fiquei sofrendo no hotel mesmo.
Grato pela citação.
Ass.: Guilherme.

elis disse...

oi, miguel,
equipe baleias...

me diverti muito lendo seu relato... e confesso que fiz uma leitura dinâmica só pra saber se júlio cordeiro ganhara ou não a aposta;)
satisfeita a curiosidade, voltei lá pro comecinho, pra saborear cada palavra de sua narrativa;)

parabéns!!! pelo relato delicioso, por mais essa vitória, e por fazer de uma maratona uma festa!!!

um abraço no casal Baleias Valdomiro e Vivi, pela belíssima participação em foz!!!

mas ter ultrapassado Wu nos km finais da maratona, e em uma subida, foi um grande feito! essa disputa está cada vez mais acirrada - e divertida;)

bjs

http://elismc.blogspot.com

Dani disse...

Oi Miguel. Como sempre seus relatos divertidíssimos!!! Eu e o Vinicius gostaríamos muito de ter ido a Foz participar da corrida de 11 km, mas não planejamos e com isso ficou pra uma próxima vez. Parabéns a equipe Baleias por mais uma maratona concluída.
Bjos,
Dani

GILMAR FARIAS disse...

Miguel,
Que delícia de relato. A festa parece ter sido ainda maior com tantos BALEIAS e acorjianos juntos. Ganhar do Wu aos 41 do 2º tempo foi espetacular. Parabéns pela performance.
Gostei também de saber que vocês estiveram juntos com grandes corredores brasileiros, os nossos representantes oficiais nos Jogos Olímpicos e Panamericanos, deve ter siso emocionante.
Os relatos estão cada vez melhores!
Gilmar
http://www.fotocorridagilmar.blogspot.com/

claudio dundes disse...

Larga mão de atucanar o Ésio, rapá!!!

Belo Relato, bela prova, de dar água na boca, realmente. Parabéns pela performance (será que um dia terei esse ritmo?) Parabéns à estreante e a todos da equipe.

Um abraço saudoso do amigo Claudio.

Rodrigo Xavier disse...

Parabéns por mais esta partcipação de toda equipe.

Muito legal a união desta galera!!

Abraço

Rodrigo Xavier

meucorpoativo.blogspot.com

Ricardo Hoffmann disse...

Mais uma festa de arromba. Divertido como sempre o relato e super agradável de se ler, dá tristeza quando acaba. Fiquei feliz com o desempenho e a vitória pessoal de todos. Agora a estréia do casal foi de emocionar! Parabéns ao Valdomiro (pela super melhora no record) e a esposa pela estréia triunfal. Ultrapassar o Wu no finalzinho...não tem preço! Na próxima eu também não darei moleza pra ele.

Mariana disse...

Que legal este relato. Fico com uma inveja boa, e pensando quando poderei me juntar a vocês todos. Baleias, Acorja. Um abração!

George Volpão disse...

Buenas senhoras!

Grande foi minha satisfação de compartilhar a mesa ao lado no restaurante do parque,m quando trocamos algumas impressões da prova. Parabéns pelo belo texto, relato e imagens!

Deixo meu link abaixo com minhas impressões da prova:

http://www.georgevolpao.net

Buenas y holas!

Mônica Mirtes Cordeiro disse...

Miguel, agora já são 101 os seguidores!! Adorei lhe conhecer e muito obrigada pelas lições com o Garmin, pena que quando fui correr a "ultra" de 5km deu um branco e não consegui ligar o GPS...rsrs.
Mas depois lembrei e já estreei correndo cm ele aqui em Tabira. Vou tentar a partir de agora treinar para correr 10 km, vamos ver se meu joelho vai permitir.
Um grande abraço e até a próxima corrida!

Tinil Manguaça disse...

Prezados irmãos Baleias e amigos,

Assim como Miguel e WU, eu e Walter Leone estamos travando uma batalha. Só que em nosso caso, para ver quem bate o recorde de permanência numa cidade onde ocorre a maratona.Em Assunção eu o batí fácil pois ele chegou no sábado e foi embora no domingo às 15h(pode??).Eu, somente na segunda-feira.Em FOZ, como ele mesmo disse e começou nossa particular disputa, ele venceu pois chegamos juntos no sábado mais partí bem antes no domingo, não sem antes tomar um chope com ele no aeroporto.Em Buenos Aires já estou sabendo que o vencerei fácil pois ele voltará no domingo às 15h(Émesmo louco!).
Bem, prometo nunca mais fazer uma loucura dessas, pois ver uma foto do meu parceiro manguaça WU tomando um chope e eu fora, é de lascar. Tiro o atraso em Buenos Aires!!!Miguel e WU que me esperem!!!
Brincadeiras a parte, realmente foi um final de semana incrível.Aos novos irmãos BALEIAS Valdomiro e Vivi um prazer conhecê-los. Uma simpatia. Miguel, Wu e Silvio, a satisfação de sempre pois já fazem parte há muito de pedaço de meu coração. O estimatíssimo Ênio Akio, que figura!Como seria ótimo tê-lo sempre em todas as provas. Que ser humano diferenciado.Da ACORJA os grandes amigos Ésio, mesmo com aquela roupa estranha um cara sensacional. O Paulo Picanha, amigão modelo perfeito para o Manto do Vila Nova, já que não encara o manto coral. Por fim, o Júlio Cordeiro, amigo inteligente que resolveu voltar a usar tênis.
Nos vemos, daqui a pouco, em Buenos Aires.

Benedito disse...

Miguel,
Além de corredor, você é fera escrevendo. O seu relato da maratona está excelente.
Um abraço,
Benedito

Marluce Fagotti disse...

Miguel, parabéns pela excelente cobertura sobre a naratona de Foz! Nosso corredor de Rolãndia ficou em 5º lugar geral e estamos felizes por ele. Explica aí, tem Baleia em Londrina? Achei que fossem só de Minas! Parece-me que estão por todos os lugares! Abração, Marluce

Carlos Henrique(Baleia piaba) disse...

É Miguel cada dia fica mais tentadora a ideia de estrear na Maratona. Depois de ler um relato como este, chega a ser perigoso, pois tudo fica parecendo tão tranquilo e ludico... Ano que vem estaremos juntos, pelo menos em uma ou duas oportunidades.
Um grande abraço a todos e parabéns ao casal homenageado neste relato. Valeu Waldomiro e Vivi.
Parabéns tambem à Lana, companheira de treinos matutinos na Pampulha.
Do amigo baleia piaba, Carlos Henrique.

Mari disse...

Oi Miguel, tão biitinho teu relato, uma diliça, me divirti e viajei junto, esse negócio de viajar é comigo mesmo.......hehehehe.... adoro seu blog e de quebra tu tb.viu? Enfim, parabéns, mais uma vez.
OBS: vai gravando aí: ainda te pego e atropelo numa corridinha dessas, será na Comrades?....ui.......risos........
brincadeirinhas a parte, prometo estudar a possibilidade de fazer Caracas.

bjus..........

jacqueline disse...

Oi Miguel. Que relato maravilhoso!!! Vibrei ao lê-lo. Parabéns!!!!Excelente a sua performance!!Ganhou de Wu e tô vendo que vai ganhar de mim tb...Eita, tenho que me dedicar mais aos treinos rsrs. De coração, vou ficar muito feliz qdo vc alcançar o sub-4 viu!!!
PS* é "gaia" mesmo em mim e em Mari?? rsrs Bem, como foi com nossa amiga acorjiana Ju, tá perdoado...

curso disse...

Meu doce Miguel,o mineiro mais cearense que conheço,cheio de sol,capaz de arrancar risadas incontroláveis,ainda depois de uma semana(hoje,me peguei morrendo de rir no trânsito lembrando das histórias),ainda bem que resolvi não ficar pra ver o parque fechado e fui parar no quarto junto ao seu e do Wu...que final de semana!Lana,minha figurinha repetida...já estou cheia de saudades!Seu relato,digno de Contra-relógio,parabéns!Eiiiiiiiiiiiiiiii...vamos pra Fortaleza!Muito bom tê-los conhecido pessoalmente,fizeram jus a propaganda das meninas.beijos,beijos,beijos em todos.Ju Job(vulgo Confeito).

JC Baldi disse...

Miguelito, parabéns por encarar essa pedreira novamente!
2011 quem sabe não é sub-4 aqui em POA, hein??!

Abraço

ENIO AKIO YUHARA disse...

Salve, salve Baleias!!!
Salve Miguel!!!
Primeiramente, peço desculpas pela minha ausência nos comentários do blog. Foi um longo período de hibernação, no qual Tico e Teco se encontravam num estado letárgico, impossibilitados de digitar uma frase... rss
Aproveito o momento para expressar a minha felicidade com o ingresso dos novos BALEIAS. Sejam todos bem-vindos!!! Com vocês, a equipe aumenta em quantidade, qualidade e, principalmente, em alegria!!!
Por falar em alegria... É realmente prazeroso estar com os BALEIAS (rever os amigos e conhecer novos integrantes), antes e depois das corridas (e maratonas). Os passeios antes da corrida e a “reposição de carboidrato” (líquido e maltado... rsss) após as provas tem sido, realmente, momentos inesquecíveis.
Parabéns pelas postagens, Miguel!!!
É a expressão da alma BALEIAS devidamente retratada em cada linha e em cada imagem.
A todos BALEIAS
Grande abraço!!!
Enio

tutta disse...

Olá Miguel, tudo bem?
Me desculpa pela demora em vir aqui prestigiar o Mundo Baleias, ok?
Por algum motivo o seu blog havia "desaparecido" dos meus seguidos, mas já resolvi o problema. hehe

Caro amigo, foi um prazer imenso poder te conhecer pessoalmente, bem como parte da equipe Baleias.
Vocês são super simpáticos.
Pena foi o fato de eu ter que voltar pra casa logo senão perdia o ônibus lá na rodoviária, porque senão eu até poderia ficar aí e tomar um chop com você, o Wu e todos da equipe. Se bem que não bebo. hehe
Mas, foi um prazer imenso conhecer pessoais especiais como vocês.
Desejo muito sucesso a você e a todos os Baleias.
Concerteza nos encontraremos outras vezes em alguma corrida por aí.

Ah, achei legal o jeito que você falou do meu cabelo "uma vasta cabeleira", hehe.

E outra coisa.
Não sei se você visitou o meu blog no relato da maratona, pois lá tem um link onde coloquei a foto sua e do Wu quando estavam passando pelo km 42.
Senão conseguir visualizar e pegá-la, me avisa que te mando por email, ok?
Valeu amigos.
Abraço e tudo de bom pra vocês.


tutta
www.correndocorridas.blogspot.com
Twitter: @tuttacferreira